quarta-feira, 27 de junho de 2007



Ontem assistindo propaganda na TV (não eu não tenho TV paga), vi a propaganda de um posto de combustível (quase irresistível falar posto de gasolina...) e o senhor dizia que na empresa dele ele prima pelo atendimento e é por isso que ele vai ao tal posto, cena entregando a chave para o frentista sorridente.

Aí mostra ele sentado no balcão comendo pão de queijo e tomando café enquanto o frentista tomava conta do carrão dele, abastecendo, lavando e tal.

Eu já abasteci no tal posto (é uma rede de postos), o atendimento é realmente ótimo, diferenciado.

Mas o tal moço estava tomando seu cafézinho bem brasileiro num copinho descartável.
Tá louco, eu tenho verdadeiro HORROR de cafézinho em copinho descartável e se não existir uma xicrinha lindinha bem pertinho de mim para o tal cafezinho, eu fico sem!

E foi essa minha incrível chatice que me fez perceber esse detalhe infeliz da propaganda, assim como um louco por chaveiros pode ter reparado em algo milimétricamente feio no momento em que ele entregou a chave ao frentista ou um tarado por pão de queijo pode ter reparado pela textura apresentada que o que ele comia não estava quentinho (eu bem sei que alguns ficam borrachudos depois de frios); portanto a questão é:

Os detalhes, pois é neles que está o encanto, algumas vezes sequer conscientemente perceptível, mas de alguma maneira você percebe a diferença desse para aquele lugar e mesmo que você não seja um detalhista, o capricho fica no cheiro, nas luzes, no aconchego e sem saber exatamente porque, você acaba voltando ao local que um detalhista diria “impecável”.

Outro dia fui à padaria de costume, tomar o capuccino servido pela moça sorridente que já deve até saber meu nome e eles haviam trocado as porcelanas. Xícaras e pratos vieram diferentes, com aquele brilho de novas e pouco arranhadas. Tomei meu capuccino de sempre e ele estava mais saboroso, claro! Assim que ela veio recolhe-los comentei que tinha gostado da troca, ela riu e respondeu que sim, que “aqueles de antes já estavam bem usadinhos” dizendo isso com o rosto meio surpreso de “você foi a única que notou”.

Mas como? Será que poucas pessoas reparam no recipiente que leva para a mesa o seu precioso café? Incrível, pois como dizem os crédulos: Deus está nos detalhes!

5 comentários:

Mônica Montone disse...

Também acho que esses pequenos detalhes fazem toda a diferença, querida :o)

beijocas, bela

MM

Duas disse...

tem gente que chama de frescura. então sou fresca até o último fio de cabelo. adoro um detalhe.

blog gostoso, com textos cheios de bons detalhes.

beijos,

elisa

Karla disse...

Olá Denise, quanto tempo, nem tinha visto o novo visual, adorei. Olha eu adoro detalhes. Amo comer em lugares lindos, onde tudo é agradável por si só, adoro a beleza plena que alguns detalhes nos propõe. Beijos

Mônica Montone disse...

Só pra deixar uma beijoca e dizer que te linkei

beijocas

MM

lys disse...

adorei!
tb sou assim... reparo os detalhes mais escondidos.
me chamam de chata sempre. pra mim chata são as pessoas que não reparam como a gente! fala sério.

pena não dar pra comentar nos de baixo.

beijocas!